terça-feira, 27 de julho de 2010

Deixa estar.

É, eu sou aquela responsável por aquilo que faz, mesmo sem conseguir alguma explicação, mais responsável, mesmo em gestos impensados, mais que assim mesmo foram gestos. Nada nessa vida acontece por acaso, tudo tem uma iniciativa, um motivo, um propósito, e tudo que um dia foi feito sem razão acaba tendo um sentido. Então pra que se lamentar? Pra que deixar de viver por uma decepção? A vida nos ensina que até mesmo com os erros aprendemos, então porque ser perfeito? Sim, sou cheia de defeitos, mais sem eles não seria o que sou. É engraçado como todos nós não sabemos a importância que temos em nossas vidas, não basta apenas sonhar, tem que lutar, querer, alcançar...
Todos nós temos uma capacidade enexplicável, mas porque não usamos? Porque que ao invés de esperarmos que outro alguém faça, façamos por nós mesmos? O ser humano é difícil de ser explicado, cada gesto, cada palavra, cada ação demonstra o quanto somos fracos, submissos a outras pessoas, e no entanto, sempre nos perguntamos o porque de ser assim.
O melhor de tudo seria se a verdade nunca fosse escondida, mas sinceramente eu digo a você, que nunca se conhece alguém de verdade, sempre a pontos escondidos, onde a verdadeira face é mascarada, pelo bem ou pelo mal. Nós somos movidos a fatos, acontecimentos, histórias. E uma coisa só faz sentido para nós, caso aconteça com a gente.
E eu que imaginava fazer as coisas certas, hoje realmente vejo que não!
Somos o próprio erro ou a própria razão, mais nunca o valor e a importância.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Quando tudo terminou.

Tentei ser feliz ao teu lado e você não deixou, tentei te fazer feliz e você não quis, fiz de tudo para que desse certo, e o meu esforço de nada adiantou, mas não me arrependo de nada que fiz, pois tudo foi de coração! A cada dia vi no teu olhar a esperança de que você mudasse, a esperança de tentar e conseguir, de correr e alcançar. Mais o teu orgulho era maior do que teu querer. Perdoei erros imperdoáveis, e se tudo foi em vão eu não sei, mais o meu querer de estar ao teu lado sempre foi a minha maior ambição. Levei muitas "na cara", mais aprendi com todas elas, e hoje já as coloco em prática nas lições da vida. Foram pessoas, lugares, momentos, alegrias, tristezas... já vivi um pouco de tudo ao teu lado, e nas piores coisas nunca pensei em desistir, e sim seguir em frente pra ver onde tudo aquilo ia dar, mas chegou um momento que já não aguentava mais!
Ter uma vida de grandes realizações e de grandes sonhos é o meu objetivo, mas eu te amava demais, pra mim você estava sempre em primeiro lugar. Cada vez que chegava perto de você meu coração acelerava, minha respiração ficava ofegante, e esses são os verdadeiros sintomas do amor.
Tudo que eu sonhava pra gente era um amor com carinho, felicidade, realizações, e tudo isso parecia ficar cada vez mais longe. Tu mudou comigo, me disse coisas que não era verdade, me deu muitos "não" mais nunca baixei a cabeça, enfrentei muitos obstáculos pra ficar contigo. Mas é assim, nada na vida é fácil, porém, nada é impossível, basta nos querermos e persistirmos que um dia alcançamos. Tudo no final dá certo, e se não deu certo, é porque não chegou o fim! Acredite sempre no amor e no tempo, porque só ele cura todas as feridas que o amor deixou.

sábado, 24 de julho de 2010

Paciência.

Hoje decidi ter paciência. Não quero procurar o amor, mais quero sentir o amor; quero sentir a felicidade nos pequenos detalhes da vida, não quero que só dependa de mim, mais que venha a mim. Quero ser como uma criança que não procura, mais que com sua inocência tem os mais prazerosos sentimentos. Quero ter aquele sorriso, aquele pensamento longe, aquela saudade, quero poder falar mil coisas sem dizer uma palavra...
Mas hoje eu percebi que posso suportar, que os melhores sentimentos não precisam de desejo ou razão. A verdade é que nunca sabemos o que nus espera, e que redescobrir as coisas belas da vida, é aproveitar do tempo cada pequeno momento de prazer. E é certo: o amor não se procura, ele chega quando se menos espera.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Dias e Dias.



As vezes por imaginar tudo tão fácil, sou incapaz de enfrentar o dificíl, de ver que tudo mudou, que nada é como antes.
Talvez isso fosse bom, mais só torna tudo mais dificíl do que eu seria capaz de enfrentar. Sei que por muita coisa ainda irei passar, mais em cada novo momento serei forte e enfrentarei o "dificíl" que eu jamais imaginei atravessar, porque algo me fez diferente.

PS: Colocando meus sentimentos em letras, letras que na maioria das vezes eu não sei explicar como consigo escrever, acho que são sentimentos gritando para ser entendidos e como não crio coragem de falar deles, os disfarço nos meus textos.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

O encontro.

Parecia uma tarde comum, mais o desejo daquele encontro tinha sensações doces e aveludadas.
A ânsia de rever aquele teu sorriso era como o de uma mãe esperando nascer seu filho, á espera do primeiro abraço nosso era como poder ver a luz do sol em meio a escuridão.
Então...
chegado o momento, me vinha a vontade daquele silêncio, para que a tua voz me fizesse sentir a ternura de um sentimento onde me parecia ter tatos para senti-los.
Era como se minha alma estivesse a suspirar, por todos aqueles sentimentos que me faziam flutuar.
Naquele momento me senti completa, realizada, e profundamente encantada.
E aquele encontro teve sensações doces e aveludadas.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Lembranças.



Aquela noite...
em que os pensamentos invadiram minha mente, lembranças de um passado em que a inocência tomava conta de minhas vontades e enchia meu coração.
Lembranças da felicidade sem fim, onde o arco-irís era um sonho, e o sorriso era comum.
Lembranças de uma vida com razão a cada segundo, com a imaginação que grandes homens gostariam de ter.
Lembranças e momentos unicos, na qual o futuro jamais será igual, ou pelo menos comparável.
Lembranças de um passado que não volta, mas que permanecerá guardado e sempre relembrado com a vontade de uma simples inocência.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Caminhada.

Continuemos...
A seguir nossa caminhada.
A seguir com nossos pensamentos, verdades amadas.
A seguir com nossa capacidade de ficar feliz com coisas pequenas.
Continuemos...
A seguir nossa caminhada.
A ter sonhos estranhos de profissões perigosas.
A ter amigos que queriamos que fosse da nossa familia.
A ter pensamentos diferentes ao dos outros.
A ter opiniões próprias, loucas, mas próprias.
Continuemos...
A seguir nossa caminhada.
A ter uma vida extremamente 'descolada'.
A ter uma familia totalmente e amavelmente equivocada.
A não ter tudo que queremos, mas amar tudo que temos.
Continuemos...
A seguir nossa caminhada.
Mesmo se o presente não estiver bom.
Continuemos e confiamos que tudo ficará bem antes que termine mais um dia.

domingo, 16 de maio de 2010

Imaginário.



É incrivel o quanto de tempo que passamos imaginando um mundo real ao lado da pessoa querida. Vivemos em um mundo imaginário, nos trancamos em um mundo que mais cedo ou mais tarde terá que deixar de existir. Será que vale a pena? Perder tanto tempo sonhando, no lugar de tá buscando na vida real a pessoa tão desejada?
O amor na ilusão é bom, mais não tem o toque dos lábios, o toque da pele, as palavras ao pé do ouvido, o abraço aconchegante, que todos queremos da pessoa amada. Talvez se arriscar amar no mundo real seja sofrido, mais quem foge do sofrimento, é quem o encontra mais rápido e mais forte, e é mais dificil superá-lo.
Então pra que buscar o amor onde é mais fácil, onde tudo é perfeito, mais não é real? Sendo que o amor na vida real é sofrido, mais é bonito e masoquistamente falando, é bom de ser sentido.